Mercado Forex

Esse post tem o objetivo de apresentar uma visão geral de como está estruturado o mercado forex. Entenda quais são os principais participantes que compõe o mercado forex e suas motivações. A ideia é te ajudar a entender melhor o contexto geral e desenvolver uma ideia mais ampla do que move esse mercado.

Se você não faz ideia do estamos falando, talvez queira começar pelo post no qual explicamos o que é Forex.

A “Cadeia Alimentar” do Mercado Forex

Assim como pode ser fácil não perceber profundas tendências no mercado quando se observa um par de moedas em períodos (timeframes) menores, também pode ser fácil perder de vista a amplitude do ecossistema do mercado Forex quando se está apenas preocupado com pequenas flutuações nos preços de suas posições.

O mercado forex é um mundo em si mesmo, com todos os tipos de participantes, desde traders individuais como você, até a rede intra-bancos e bancos centrais. Como um “trader de varejo” você é o menor peixe, você pode comprar e vender os mesmo pares de moedas que outros participantes, mas você tem que passar por uma cadeia de transações mais longa que outros para obter liquidez, e por isso você não recebe os mesmos preços que outros participantes que estão mais acima na hierarquia.

Cadeia Alimenta do Mercado ForexVocê também não pode afetar o mercado com suas negociações (trades) porque você é muito pequeno para criar qualquer onda. Seu papel é reagir ao que está acontecendo no mercado como um todo e se posicionar de acordo. Isso pode ser uma desvantagem, mas também é uma vantagem.

Aprender sobre todas as entidades que são grandes o suficiente para mover as águas, assim como saber como e porque elas o fazem, será importante para você como trader. Entender a macro estrutura do mercado permite que você faça escolhas embasadas e reduz a quantidade de aleatoriedade em seu trading.

Governos e Bancos Centrais

Bancos Centrais, como o The Federal Reserve (FED) dos EUA, o Banco Central Europeu (ECB) e o Banco do Japão (BOJ) são responsáveis por gerenciar a oferta de dinheiro e taxas de juros, assim como supervisionar seus respectivos sistemas bancários comerciais. Eles são como baleias azuis do mercado forex. Como parte de sua tarefa de gerenciar crescimento e estabilidade monetária, bancos centrais exercem uma tremenda influência no mercado de forex.

Como parte suas “operações de mercado aberto” os bancos centrais controlam a oferta de dinheiro e estabilizam as taxas de juros através de “acordos de recompra” com grandes bancos comerciais (os chamados dealers primários).

Esses acordos aumentam a oferta de dinheiro em uma economia quando bancos centrais emprestam dinheiro (comprando títulos do tesouro “na mão” do setor bancário), ou fazem o contrário e tiram dinheiro de circulação quando os BCs pegam dinheiro emprestado (vendendo títulos do tesouro para o setor bancário).

Quando o gasto ultrapassa a produção (mais demanda do que oferta) os preços aumentam, e isso é o que chamamos de inflação. Quando confrontados com inflação os bancos centrais também possuem o poder de aumentar as taxas de juros, isso aumenta o custo do crédito, fazendo com que dívidas atuais se tornem mais caras e que novos empréstimos se tornem menos atrativos.

Quando a produção ultrapassa o gasto (mais oferta do que demanda) os preços caem, e isso é chamado de deflação. Quando confrontados com um cenários de deflação os bancos centrais podem baixar as taxas de juros, reduzindo o preço do crédito, o que faz com que seja atrativo pegar dinheiro emprestado para investir (e aumentar os gastos).

O que temos que entender é que como um “livre mercado” na verdade se refere a um ecossistema muito delicado que é gerido a todo momento, que é mantido em equilíbrio através de intervenções periódicas de bancos centrais.

Existem diversas razões pelas quais os Bancos Centrais estão no topo da cadeia alimentar do Mercado Forex (fx). Eles são as únicas entidades no sistema financeiro com a habilidade de “criar” dinheiro, eles definem as taxas de juros, influenciam as expectativas do mercado e normalmente possuem grandes reservas monetárias (na maioria das vezes em dólar e euro).

A influência que bancos centrais podem exercer no mercado de Forex quando estão ajustando suas reservas monetárias podem ser substanciais levando-se em conta os enormes volumes de transações que eles são capazes de gerar.

Os provedores institucionais (dealers)

Constituído de bancos e grande instituições financeiras, o grupo chamado de “dealers institucionais” provê liquidez para o mercado de moedas. Esses dealers negociam entre eles no mercado intra-bancário, uma rede de comunicação eletrônica mantida por linhas de crédito entre as instituições participantes. De maneira geral esse mercado intra bancos é uma rede de grandes bancos que tem o objetivo de deixar os sistema bancário “líquido”. De acordo com dados compilados em 2013 pelo BIS, as redes intra bancárias eram responsáveis por aproximadamente 40% mercado Forex, que gira 5,3 trilhões de dólares diariamente.

Bancos e grandes instituições financeiras operam entre eles para garantir a liquidez requerida para satisfazer a necessidade de seus clientes. Esses clientes vão desde outros pequenos bancos sem relações crédito necessárias para participar da rede, empresas que precisam trocar moedas (fazer câmbio, exchange) como parte de seus processos de importação e exportação, corretoras de forex que atuam como intermediárias entre os grandes bancos e pequenos traders, até clientes do varejo demandando acesso a crédito e dinheiro.

Essas instituições são capazes de pegar emprestado diretamente dos bancos centrais a “preço de atacado”, permitindo-os acessar liquidez a preços melhores que todos os outros participantes do mercado que estão “abaixo na pirâmide”. Seus lucros derivam de prêmios que cobram pela liquidez que fornecem para instituições menores, empresas, corretoras (brokers) e outros clientes.

Dealers primários definem as os preços das moedas que você opera. Como o mercado forex é totalmente descentralizado não existe um preço único para um par de moedas. Ao invés disso cada instituição vai passar um preço levemente diferente dependendo de suas próprias dinâmicas de oferta e demanda. Quando uma corretora informa os preços para seu cliente geralmente ela agrega os melhores preços de oferta e demanda de seus respectivos provedores de liquidez.

Como parte suas políticas monetárias, bancos centrais definem a taxa pela qual bancos comerciais podem pegar dinheiro emprestado (do próprio banco central). A taxa de juro desse empréstimo vai ditar a taxa que os bancos vão cobrar entre eles.

Empresas Multinacionais

Já distante da liquidez dos bancos centrais, podemos encontrar empresas que também precisam de acesso ao mercado de câmbio (foreign exchange). Empresas estão entre os maiores clientes dos dealers institucionais (bancos). Isso porque o mercado de câmbio é essencial para o comércio internacional. Qualquer transação internacional envolvendo a venda de produtos e serviços requer a compra e venda de moedas. A globalização fez com que as transações de forex se tornassem uma parte indispensável dos ciclos de negócios.

Por exemplo: uma empresa americana que produz eletroeletrônicos compra componentes do Japão para sua nova linha de produtos. O pagamento será realizado em Iene Japonês 6 meses depois da data compra. No entanto o preço do JPY pode ter aumentado contra o USD no momento do pagamento e isso seria custoso para a empresa, diminuindo sua margem de lucro. Para se cercar (hedge) contra esse risco, a empresa pode decidir criar um “contrato futuro” com alguma contra-parte interessada.

Outra razão pela qual o mercado Forex é tão importante para multinacionais é que quando elas conduzem negócios em países estrangeiros e comumente precisam “repatriar fundos”. Dependendo do tamanho da empresa isso pode significar grandes transações de Forex, às quais mesmo que divididas em ordens separadas vão mover os respectivos preços das moedas em questão.

Traders

Traders são provavelmente o grupo mais diverso dos participantes do mercado. Sua influência depende do capital que dispõe a seu favor e quão alto na hierarquia sua liquidez é provinda; o que significa que podem estar posicionados em qualquer parte da cadeia alimentar do mercado forex. Uma coisa, no entanto, une todos os traders: para eles o mercado de forex não é uma ferramenta para conduzirem seus negócios. O mercado de forex é o seu negócio.

Traders não estão interessados em utilizar o mercado forex para se proteger do risco de compras futuras, ou mesmo para ter posse sobre as moedas que negociam. Traders estão apenas preocupados em lucrar com flutuações do preço, e qual mercado é melhor para se operar do que o maior e mais líquido mercado do mundo?

Mulher Trader no Mercado Forex

Sim, existem traders mulheres!

Hedge Funds

Dentro do grupos dos traders temos os Fundos de investimento (hedge funds) são um dos grupos de especuladores que podem gerar mais impacto e podem influenciar facilmente o valor das moedas graças ao imenso volume das operações (trades) que realizam. Eles também estão entre os participantes do mercado que possuem mais conhecimento e experiência.

Esses fundos investem dinheiro de indivíduos, fundos de pensão, empresas e até governos. Ele empregam diversas técnicas incluindo trading baseado em análises (discretionary), trading com algoritmos, uma combinação dos dois e sistemas de trading em alta frequência totalmente automatizados. Eles gerenciam muito dinheiro e têm o poder de criar grandes ondas.

O trader individual

O trader de varejo geralmente se utiliza de uma corretora (broker) para ter acesso a provedores de liquidez.

Como trader, se você está lidando com um criador de mercado (market maker) suas ordens de compra são “casadas” com ordens de venda idênticas de outros clientes. Ao fazer o match de duas ordens essa corretora pode manter em organizado seu próprio livro (book) e ficar com risco neutro. No entanto, na prática o book do market maker raramente vai “fechar certinho”, fazendo com que seja necessário que ele reduza seu risco tomando contra-posições no mercado “real”.

Se você utiliza uma corretora do tipo ECN suas ordens são passadas diretamente para os provedores de liquidez com os quais sua corretora tem relação e não existe conflito de interesse entre os cliente e a corretora, pois ela não abre posições contrárias a de seus clientes.

Conclusão

Você pôde notar que o mercado forex é composto por diversos participantes e muitas vezes seus interesses em participar nesse mercado são diferentes. Enquanto banco centrais estão preocupados em manter a estabilidade econômica de um país, os fundos de investimentos (hedge funds) estão preocupados em lucrar cada vez mais.

Agora você já tem uma visão melhor dos fundamentos e pode entender as forças atuantes nesse fascinante mercado que é o mercado forex.


Compartilhe


Conheça