CySEC proíbe bônus e limita alavancagem padrão

A comissão responsável por regulamentar o mercado de serviços de investimentos no Chipre vem cumprindo sua promessa de aumentar o controle sobre as corretoras do país.

Essa semana a CySEC através de sua presidenta Demetra Kalogerou emitiu uma circular com regras que devem alterar bastante o cenário de como é feito o marketing do Forex de Varejo.

O Chipre se tornou o paraíso das corretoras Forex e CFDs

É importante ressaltar a importância da pequena ilha do mediterrâneo no contexto das corretoras. Graças às suas políticas de incentivos fiscais o país se tornou um importante pólo na prestação de serviços financeiros, especialmente corretoras de varejo que oferecem serviços financeiros complexos como Forex, Opções Binárias e CFDs que permitem investimentos indiretos em índices, ouro e outras commodities.

Mapa de Corretoras

Apenas corretoras listadas no site Finance Magnates. A nossa idéia é apenas mostrar a proporção de corretoras no Chipre, que é a ilha com a bolinha amarela!

Várias das mais populares corretoras de Forex do mundo possuem uma sede operacional no Chipre não só para pagar menos impostos, mas também devido à regulamentação um pouco mais “frouxa”.

Mas isso está mudando.

Apertando o cerco

Ao longo de 2016 a CySEC foi bem ativo, aplicando multas e suspendendo a licença de diversos brokers. Além de passar a fortalecer o fundo de compensação e separação do capital dos investidores do capital das corretoras, a entidade já dava sinais de que ia dar uma “apertada” na regulamentação.

O centro da questão que o Órgão vem tentando atacar é o conflito de interesses entre os clientes e as corretoras e as recentes medidas vão nessa linha.

Os bônus estão banidos

Essa semana a Demetra decidiu mudar de vez o jogo e através da circular número C168 acabou com a brincadeira da galera. A partir de 30 de janeiro de 2017 a empresas ficam proíbidas de oferecer qualquer tipo de bônus e esquemas de compensação.

O argumento é que o uso de promoções e bônus têm sido usados para incentivar investidores do varejo (retail) a investir em produtos altamente complexos sem que conheçam os riscos que estão correndo. E que não agem pelos “melhores interesses dos clientes”.

Saques deverão ser processados no mesmo dia

Outra regra nova muito boa é que agora as corretoras deverão processar todos os pedidos de saques no dia que forem feitos por seus clientes, desde que o pedido seja feito dentro do horário comercial ou no dia seguinte dia seguinte.

Ou seja: pode ser que acabe de vez essa história de corretora enrolando para pagar. Afinal um simples atraso de um dia já vai se motivo para abrir reclamação na reguladora.

Alavancagem padrão terá que ser de 50

A verdade é que altas alavancagens como 100:1, 400:1 é um dos principais motivos pelos quais o traders duram tanto pouco tempo nos mercados complexos de alto risco como Forex e CFDs. E as corretoras sabem e abusam disso.

A partir do ano que vem as corretoras ficam proibidas de oferecer por padrão alavancagem superior a 50. Além disso, clientes e traders que desejarem alavancagem maior terão que realizar um teste para que se determine se estão aptos.

É possível, inclusive que as corretoras tenham que entrar em contato com os clientes atuais e confirmar qual nível de alavancagem querem utilizar.

Isso é bom para o mercado

São muitas as histórias de pessoas que abusam da alavancagem e usam “dinheiro que nem possuem”. Chegando ao ponto de se endividar com cartão de crédito e perderem todo o investimento em poucos dias.

Todas as medidas que forem tomadas para dar mais segurança aos investidores e impedir que corretoras se utilizem de práticas abusivas é bem vinda.

A liberdade é importante mas investimentos devem ser tratados de maneira séria e qualquer associação com “maneiras de se ganhar dinheiro fácil” deve ser refutada.

Investir em Forex não é fácil. Por isso que nós do Forex Social formamos traders sempre com uma abordagem pé no chão, incentivando alavancagem baixa, riscos controlados e expectativas realistas.

 

Confira uma pequena fala da presidenta da CySEC para o site LeapRate

Offering bonus promotions to encourage and incentivise trades in complex or speculative products risks exposing retail investors to undue risk. Since early 2015, CySEC has monitored CFD, binary options and rolling spot forex providers very closely to ensure firms are acting in the best interests of retail clients. In many cases, they are not. This is not acceptable.

We are acting to cease new bonus promotion schemes, and urge investment firms to let existing ones lapse. In addition, firms offering such complex or speculative products must limit available leverage to 1:50 as default and process same-day requests for client fund withdrawals.

Our aim here is to put a stop to the abuse of the honest, fair and professional principle which must govern firms’ operations, and in most cases do. CySEC will conduct ongoing follow-up reviews to ensure compliance, and where practices fall short of the legislation we have in place to protect investors, we will not hesitate to implement each and every regulatory tool at our disposal.

A circular completa você pode ler aqui.


Compartilhe


Conheça