Lições do mago Bruce Kovner

Bruce Kovner se aposentou em 2011 da Caxton Associates, o hedge fund que ele fundou e geriu por 28 anos.

Ao longo dos anos o fundo deu um retorno médio de 21% ao ano desde seu nascimento. Em comparação o índice S&P 500 deu um retorno de apenas 11%. Kovner teve apenas um ano com perdas (em 94). Antes da Caxton, enquanto operando na famosa Commodities Corp, ele teve uma média de retorno aproximadamente 90% ao longo de 10 anos. Números impressionantes sob qualquer ponto de vista.

Muitos traders conhecem a história desse taxista que se tornou uma lenda por causa da entrevista que concedeu para Jack Schwager no livro Market Wizards (um clássico) – uma das melhores entrevistas no livro (e são muitas).

Ele vem de uma das que talvez seja a mais notável linhagem de mentores de traders; tendo operado sob coordenação de Michael Marcus na Commodities Corp, que estudou com Ed Seykota

A seguir um pouco da sabedoria de um dos maiores de todos os tempos (na primeira pessoa pois são trechos do livro).

Possuindo a visão necessária

Michael [Marcus] me ensinou uma coisa que foi incrivelmente importante… ele me ensinou que você pode fazer um milhão de dólares. Ele me mostrou que se você se dedicar, grandes coisas podem acontecer. É fácil não perceber que você realmente pode fazê-lo. Ele me mostrou que se você se posicionar e usa disciplina, você pode realmente conseguir.

Não tenho certeza se alguém pode definir porque alguns traders conseguem, enquanto outros não. Para mim, eu posso pensar em dois elementos importantes. Primeiro, eu tenho a habilidade de imaginar configurações do mundo diferentes de hoje e realmente acreditar que podem acontecer. Posso imaginar que o preço da soja pode dobrar ou que o dólar pode cair para 100 ienes. Segundo, eu permaneço racional e disciplinado sob pressão.

O que eu realmente estou procurando é por consensos que o mercado não está confirmando. Eu gosto de saber que há um monte de gente que vai estar errada.

Uma das tarefas de um bom trader é imaginar cenários alternativos. Eu tento formar várias imagens mentais do que o mundo devia ser e esperar até que uma delas se confirme. Você continua testando-as uma de cada vez. Inevitavelmente, a maioria dessas imagens vão se mostrar erradas — que dizer, pode ser que apenas alguns elementos da imagem se provem corretos. Mas então, de repente, você vai ver que em uma dessa imagens nove de dez elementos “batem”. Este cenário então se torna sua imagem da realidade do mundo.

A importância da gestão de risco

A primeira regra do trading — provavelmente há várias primeiras regras — é não seja pego em uma situação na qual você pode perder muito dinheiro por razões que você não entende.

Eu diria que a gestão de risco é a coisa mais importante de ser bem entendia. Opere pequeno, opere pequeno, opere pequeno é meu segundo conselho. Qualquer que você pense que sua posição deva ser, corte pelo menos pela metade.

Através de experiências amargas, eu aprendi que um erro na correlação de posições é a raiz de alguns do problemas mais sérios no trading. Se você possui oito posições correlacionadas, então você na verdade está negociando uma posição que é oito vezes o tamanho [de apenas uma].

Sempre que eu entro numa posição eu tenho um stop predeterminado. Essa é a única forma de eu conseguir dormir. Eu sei onde estarei saindo fora antes de entrar. O tamano da posição é determinado pelo stop, e o stop é determinado com base técnica.

Minha experiência com traders iniciantes é que eles operam três a cinco vezes grande demais. Eles estão assumindo um risco de 5 a 10 porcento numa trade quando deveriam estar usando um risco de 1 ou 2 porcento.

Eu nunca penso sobre a vulnerabilidade do stop, porque a questão sobre uma barreira técnica — e eu estudei os aspectos técnicos do mercado por um longo período — é que o mercado não devia ir lá se você estiver certo.

A única coisa que me perturba é uma gestão de capital mal feita. De vez em quando, eu tenho uma perda que é significativamente grande demais. Mas eu nunca tive muita dificuldade com o processo de perder dinheiro, contanto que as perdas fossem o resultado de uma técnica de trading sólida.

Um erro comum é pensar no mercado como um nêmesis (inimigo) pessoal. O mercado, é claro, é totalmente impessoal; ele não se importa se você faz dinheiro ou não.

Sempre um trader diz ‘eu gostaria que’, ou ‘eu espero que’, ele está se enveredando por uma forma destrutiva de pensar porque isso tira a atenção do processo de diagnóstico.

A mentalidade de um trader

Até hoje, quando acontece algo que perturba meu equilíbrio emocional e meu senso de como o mundo é, eu fecho todas as minhas posições relacionadas àquele evento.

Ele [Michael Marcus] também me ensinou outra coisa que é absolutamente crítica: você tem que estar disposto a cometer equívocos regularmente; não há nada de errado nisso. Michael me ensinou sobre fazer seu melhor julgamento, estar errado, fazer seu próximo melhor julgamento, estar errado, fazer seu terceiro melhor julgamento, e então dobrar seu dinheiro.

O fardo emocional do trading é substancial; em determinados dias, eu podia perder milhões de dólares. Se você personificar as perdas, você não pode operar nos mercados.

Traders bem sucedidos são fortes, independentes e contrários ao extremo. São capazes de assumir posições que outros não estão dispostos. Eles são disciplinados o suficiente para abrirem posições com tamanho correto. Um trader ganancioso sempre quebra.

A importância da Macro [economia]

Eu quase sempre negocio baseado numa visão de mercado; eu não opero simplesmente com informação técnica. Eu uso muito análise técnica e é formidável, mas não posso manter uma posição a não ser que eu entenda porque o mercado deve mover.

Existem traders bem informados que sabem muito mais do que eu. Eu simplesmente junto as peças… o mercado usualmente é quem conduz porque há pessoas que sabem muito mais do que você.

Dominando o Price Action (ação do preço)

Para mim, análise técnica é como um termômetro. Fundamentalistas que dizem que não vão prestar nenhuma atenção aos gráficos são como um médico que diz que não vai medir a temperatura de um paciente. Mas, é claro, seria uma tolice. Se você é um participante do mercado responsável, você sempre quer saber onde o mercado está — se está quente e agitado, ou se está frio e estagnado. Você quer saber tudo que pode sobre o mercado para ter uma vantagem.

A principal característica de um mercado de baixa (bear market) são movimentos baixistas muito fortes seguidos por retrações rápidas… Num bear market, você tem que usar as acentuadas altas de contra-tendência para entrar com posições.

Análise técnica, ao meu ver, possui  uma grande parte que está correta e uma grande parte que é besteira… Há um grande exagero ligado à análise técnica por parte de alguns analistas que dizem que ela prevê o futuro. Análise técnica mapeia o passado; não prevê o futuro. Você tem que usar própria inteligência para chegar a conclusões sobre o que a atividade passada de alguns traders pode dizer sobre a atividade futura de outros traders.

Análise técnica reflete a voz de todos os participantes do mercado e, portanto, algumas vezes encontra comportamentos incomuns. Por definição, qualquer coisa que cria novos padrões gráficos é algo incomum. É muito importante para mim estudar os detalhes do price action para ver se posso observar algo sobre como todo mundo está ‘votando’. Estudar os gráficos é absolutamente crítico e me alerta para desequilíbrios existentes e potenciais mudanças.

Operando o Princípio Heisenberg

A regra geral é: quanto menos observada, melhor a trade.

O Princípio Heisenberg na física provê uma analogia para os mercados. Se algo é observado de perto, as probabilidades são de que o item observado se altere nesse processo.

Quanto mais um padrão de preço é observado por especuladores, mais inclinado você está a ter falsos sinais. Quanto mais um mercado é produto de atividade não-especulativa, maior é a significância de rompimentos [de níveis de preço] técnicos (breakouts).

Como uma abordagem alternativa, um dos traders que conheço vai muito bem em mercados de índices de bolsas tentando entender como a bolsa pode ferir a maioria dos traders. Parece funcionar para ele.

Como um trader que já viu muita coisa e ‘esteve’ em vários mercados, não há nada desconcertante para mim com o preço se movendo para fora de uma região (range), de forma que ninguém entende.

Congestionamentos apertados nos quais os rompimentos (breakouts) ocorrem por razões que ninguém entende geralmente são trades com boa relação risco/recompensa.

Conclusões

Independentemente de sua estratégia, se é investimento em valor, day trading, ou mesmo vender volatilidade, ouvir os conselhos do Bruce pode te ajudar a ir para um outro nível.

A melhor sabedoria do mercado transcende estilos de trading individuais e podem ser aplicadas em qualquer lugar. Certifique-se de pegar uma dica ou outra do Kovner e aplicá-las nos seu próprio processo de trading.

Esse é um pequeno resumo de apenas uma das excelentes entrevistas do livro Market Wizards. Se você ainda não leu o livro, vale dar uma olhada.


Compartilhe


Conheça